quinta-feira, fevereiro 12, 2009

O Insight da Impermanência

O insight da impermanência não é apenas uma compreensão intelectual. Existe uma grande diferença entre a idéia da impermanência e o insight da impermanência. O ensinamento da impermanência é oferecido apenas para que possamos realizar o insight da impermanência. Nós temos que saber usar esse ensinamento de maneira inteligente para conseguirmos esse insight. Temos que ter cuidado para não sermos apanhados pelo dogma, pela compreensão intelectual da impermanência, não-eu e Nirvana. Nós temos que conseguir transformar o que aprendemos em insight real e manter esse insight no nosso dia-a-dia.

O insight da impermanência pode iluminar cada momento de sua vida. Quando acendemos um fósforo, uma chama é produzida. É por causa do fósforo que a chama é produzida, mas quando a chama se manifesta começa por consumir o fósforo. A noção de impermanência é como um fósforo; o insight da impermanência é a chama. Uma vez que tenhamos recebido o insight não precisamos mais carregar a noção. O insight substitui nossa compreensão conceitual limitada.

Não podemos nos libertar com uma simples noção. Podemos falar sobre isso o quanto pudermos, mas sem insight real não haverá chance em nossas vida e no mundo. Se soubermos como praticar a observação profunda para transformar a nossa noção de impermanência e não-eu na chama do insight concreto, esse insight irá iluminar nossa vida cotidiana, momento a momento. Você saberá o que fazer e o que não fazer para trazer bem-estar e felicidade para si mesmo e para os outros.

2 comentários:

Ribamar Lopes disse...

Caríssimo Samuel, você realiza um grande trabalho no Dharma. Seu blog é como um sino que nos alerta constantemente da nossa necessidade de respirar, meditar e aprofundar nossa compreensão sobre os ensinamentos do Buda.
Muitíssimo obrigado por essa oportunidade.

VIDA disse...

...Se soubermos como praticar a observação profunda para transformar a nossa noção de impermanência e não-eu na chama do insight concreto, esse insight irá iluminar nossa vida cotidiana, momento a momento...

a impermanencia do não eu, sucumbe. E com isso imutabilidade, do eterno agora, toma o que é, e sempre foi seu por direito.

Paz